Os 13 livros favoritos de Barack Obama

O ex-presidente elegeu os seus livros favoritos de 2021; entre eles está ‘Trapaça no Harlem’, de Colson Whitehead, aqui no Brasil publicado pela HarperCollins

O ex-presidente elegeu os seus livros favoritos de 2021; entre eles está ‘Trapaça no Harlem’, de Colson Whitehead, aqui no Brasil publicado pela HarperCollins | © Pete Souza / Casa Branca

Todos os anos, Barack Obama compartilhou sua lista de filmes, séries e livros preferidos do ano que passou. Em 2021, o ex-presidente dos EUA começou pelos livros e elegeu favoritos. Entre eles está Trapaca no Harlem (HarperCollins), de Colson Whitehead, dono de dever Pulitzer. É oúnico da lista publicado no Brasil, com tradução de Rogerio W. Galindo. No book, Whitehead ambienta a de Ray Carney na Nova York dos anos 1960, mais especificamente no Harlem, que tanto marcou a cultura e a sociedade americana com questões sobre racismo e segregação.

A fica lista completa com Matrizde Lauren Groff; terra do cuco das nuvensde Anthony Doerr; Como a palavra é passadade Clint Smith; Esses dias preciosospor Ann Patchett; O renascimento final de Opal & Nevde Dawnie Walton; Chorando no H Martde Michelle Zauner; A Rodovia Lincolnde Amor Towles; tremores secundáriosde Nadia Owusu; Criança invisível: sobrevivência na pobreza e esperança em uma cidade americanapor Andrea Elliott; Encruzilhadade Jonathan Fanzen; As canções de amor de WEB Du Boispor Honoree Fanonne Jeffers, e país bonitode Qian Julie Wang.

Além da lista de seus livros favoritos, Obama resgatou outras que fizeram ao longo de 200 está21. irmão de alma (À noite todo o sangue é preto), de David Diop – vencedor do International Booker Prize 2021 e um dos destaques da última Flip. Por aqui o livro foi publicado pela editora Nós com o título original do inglês. Também fazem parte das: Clara e Solde Kazuo Ishiguro, aqui publicado pela Companhia das Letras; Estrelas Devoradoras (Suma), de Andy Weir; Sob um ceu branco (Intrínseca), de Elizabeth Kolbert; e Quando deixamos de entender o mundodo chileno Benjamín Labatut, o único latino-americano da lista.

Leave a Comment

Your email address will not be published.