MaisPB • Fotografo paraibano Rodolfo Athayde lançará na quarta-feira (27) o livro “Xis”

Fotografo paraibano Rodolfo Athayde lançará na quarta-feira (27) o livro “Xis”

Kubitschek Pinheiro MaisPB

Un livro de fotografias impressiona pelo seu conjunto, em cores ou preto e branco e suas quando aparecem emolduradas no papel, lembram imagens de um álbum de família.

Nesta quarta-feira (27) o médico, fotógrafo e artista plástico paraibano, Rodolfo Athayde lançará “Xis” mais um volume, dessa arte de captação – como mais diversas de pessoas do meio sociocultural clicadas entre 2020/2021. O lançamento acontecerá às 20h no Centro Cultural São Francisco de João Pessoa.

São artes que fazem parte do olhar do artista, de todo profissional da área, e essas páginas ficam na história. Os melhores livros de fotografia são feitos para aprimorar conhecimentos.

Não se trata da repetição de que “uma imagem sabe mais que mil palavras são exatas”, porque não se sabe quais palavras são óbvias para gerar uma imagem secular.

Informação e compreensão são palavras que andam juntas – uma boa informação cabe em um post, já o conhecimento cabe numa literatura. Éesse o destaque do novo livro de Rodolfo Athayde – um livro com imagens coloridas.

Rodolfo tem mas livros lançados: “Artistas Mascarados (2003) e Parahybas (2016)

O MaisPb conversou com Rodolfo e a gente mostra a extensão desse projeto. Siga o artista no Instagram @rodolfo_athayde e descubra mais sobre o livro.

Mas PB – Você, como milhares de artistas produzindo trabalhos pendentes. Como surge uma produção de fotos?

Rodolfo Athayde – Inquietação diante da Pandemia/ Covid 19 e do discurso nas redes sociais, desde o centro à periferia; situação complexa, desestruturante e necessidade de organizar e dar um sentido às emoções e pensamento. Sobreviver.

Mas PB – O livro o nome de Xis, (Ensaios Fotográfico) porque é uma forma da gente da gente rir e sair bem na fotografia?

Rodolfo Athayde A partir de 2020 nasce o projeto e ainda sem nome foi chamado de XiS, como impressão de todas as incertezas multiplicadas por infinito. Com o passar do tempo o XiS começou a ter outros significados.

Mas PB – São 70 personagens do mundo sociocultural. Tem muita gente daqui?

Rodolfo Athayde – São pessoas predominantemente do nosso lugar. Dos nossos lugares são todas.

Mas PB – O público é mas homens ou mulheres?

Rodolfo Athayde – Todos os sistemas operacionais públicos. Somos todos

Mas PB – O livro traz algum texto, apresentação ou algo assim?

Rodolfo Athayde – Um belo texto da professora Maria Helena Mousinho Magalhães

Mas PB – Qual prazer de fotografar pessoas?

Rodolfo Athayde – São como todas as paisagens nas diferentes estações do ano e com elas as sabedorias.

Mas PB – Como a fotografia entrou na sua vida?

Rodolfo Athayde – Entre junto a pintura; Artes visuais.

Mas PB – O fato de ser médico conhece a anatomia, influenciou no seu trabalho como fotografo?

Rodolfo Athayde – Não consigo imaginar esse tipo de influência. Talvez mais o de ser também médico; menos por mim.

Mas PB – E sua produção de telas, teve andamento Durante a pandemia?

Rodolfo Athayde – Não pinto há bastante tempo.

Leave a Comment

Your email address will not be published.