Looks para o Lollapalooza: Stylist dá dicas de visual para o festival | Lollapalooza 2022

O Lollapalooza chegou, assim como dúvidas sobre quays looks para curtir o festival e encarar os melhores sol, chuva e longas caminhadas (ou corridas) de um palco para o outro corrida.

“Os festivais de música sempre foram para a galera colocar a criatividade para fora, mesmo com os perrengues que podem ocorrer”, disse a estilista Bella Casto.

Ela indicou quays são as tendências para apostar na hora de montar o visual.

  • Conforto em primeiro lugar;
  • Escolha roupas que podem ser descartadas ou perdido;
  • Prefira canoa alta tenis ou botas e shorts;
  • Use protetor solar;
  • Ossos, chapéu e viseiras ajudam quem for ficar debaixo de sol;

Público mostra seu estilo no segundo dia do Lollapalooza 2017, em São Paulo — Foto: Flavio Moraes/G1

Depois de anos, enfim, o Lollapalooza está de volta. “Fes colocaris de música é para a criatividade para fora, mesmo com os perrengues que podem ocorrer, diz a estilista Bella Castro.

Iza escolhe os looks lacradores do Lollapalooza 2018

“É o primeiro evento dessa magnitude desde que uma pandemia começou e todo o mundo está esperando isso de novo”, afirma. A estilista deu as dicas do que pode bombar no Lolla, no quesito visual.

Para comecar, conforto e desapego não saem de moda no Lolla. Por isso, a escolha precisa se basear nesses aspectos. “Prefira peças que podem ser desfeitas ou perdidas.”

“Tenho uma bota que foi ao Lolla e nunca mais se recuperou”, conta.

Olha a bloggerinha pro Lollapalooza?  Elas ensinam como fazer

Olha a bloggerinha pro Lollapalooza? Elas ensinam como fazer

Camisetas podrinhas ainda na moda

Camisetas ‘podrinhas’ — Foto: Reprodução/Beggining Boutique Australia

Como camisetas “podrinhas”, hit dos festivais de 2010, como o Coachella, são ótima pedida. “É interessante frisar a escolha por tecidos mas naturais, de algodão ou viscose”Bella abraçou.

Outros tecidos, como o poliéster, costumam esquentar quando calor, e não protegem do frio. Logo, é melhor dispensador.

Elas podem aparecer como regata, cropped, amarrada na frente ou como camiseta comprida mesmo.

Os tops de crochês também estão em alta. Item que foi ícone nos anos 2000, eles retornaram com florzinhas coloridas, tendência que estourou com Jade Picon, no “BBB”. Para influenciar fez sucesso ao aparecer com um conjunto de biquíni combinando com o chapéu bucket.

“O crochê tem uma trama mais aberta, então, não costuma causar muito calor. Aí pode ser um top de biquíni ou frente única de amarrar no pescoço e nas costas”, explicou.

Para quem decidir pela parte de cima do biquíni, a dica da Bella é procure amarrações diferentes em vídeos no TikTok, para explorar como opções.

Transparência das blusas de tule

Blusas de tule em estampas inspiradas nos anos 1970 — Foto: Reprodução/C&A/Jade Jade/Instagram Jade Picon

Outra peça que deve bombar no Lolla é uma blusa de tule, ou segunda-pele. Colorida, pode ser de mangas mais curtinhas ou compridas que encaixam no dedão.

“Não vejo problema se tiver uma golinha mais alta. Acho que vale a pena enfrentar um pouco de calor pelo estilo”, afirma.

Blusa de tule — Foto: Reprodução/Renner/C&A/C&A

Elas aparecem mais justinhas, com biquíni por baixo, ou mais soltinhas e compridas, como um vestido. “Esta é outra tendência que veio para o holofote por causa da Jade [Picon]. Ela tem usado muito como vestido, acompanhado de luvas de tule”, lembrou Bella.

“Acho que essas luvas podem se tornar um ícone no Lolla, como foram as coroas de flores em 2010, com Lana Del Rey

Regatas ‘músculo’ — Foto: Reprodução/Forever 21/C&A/C&A/Urban Outfitters

Segundo Bella, as regatas, em especial para os homens, sempre causam dúvidas. “Existe um estigma de não ser uma peça bacana, mas ela pode ser muito legal se for certa e se a pessoa estiver segura no look.”

Para ela, a regata ideal para o festival é a mais cavada, que mostra bem o corpo ou como conhecido como regata “muscle”. Também conhecida como “musculosa”, cai bem para as meninas.

Duff McKagan, do Gun N’ Roses — Foto: Reprodução/Instagram Guns N’ Roses

“São legais com um corte um pouco maior, mas hard rock, meio Guns N’Roses, mas podrinha e mal cortada. O decote fica a critério da ousadia de cada um.”

Fãs posam para selfies no Lollapalooza em 2018 — Foto: Guilherme Tosetto/G1

Seja regata, camiseta, cropped ou blusa de tule, o segredo para a composição de festival é a camisa ou jaqueta jeans amarrada na cintura.

“É o melhor truque que existe: modela qualquer corpo e fica bem em homem, mulher, não-binário. É perfeito porque vai proteger do frio e ainda deixar estiloso.”

Estampa psicodélica em conjunto de tule — Foto: Reprodução/Jade Jade

Em vez da estampa tie-dye, sucesso Durante a pandemia ao lado dos conjuntos de moletons, entre em cena os desenhos mais psicodélicos, com ondas coloridas, lá dos anos 1970. “Vejo muito em tule, com um conjuntinho de cropped, calça bem fininha e um hotpant por baixo. É uma opção.”

Imprimir ‘tabuleiro de damas’ ou quadriculado — Foto: Reprodução/Renner/Renner/Instagram Bella Castro

Já o novo xadrez, das camisas de flanela, é o “checkerboard” ou o quadriculado branco e preto. Mas aqui, a estampa também aparece colorida nas camisas, nas blusas de tule e nas jaquetas.

“É uma versão atualizada da camisa do festival.”

Vá de shorts, e leve meia-calça

Meia-calça — Foto: Reprodução/Scala/Calzedonia/Calzedonia

Tanto para os garotos, quanto para as mulheres e não-binários, os curtas são as melhores opções para o Lolla. No caso dos homens, vale ate pegar uma calça velha e passar a tesoura.

“Dar aquela destruída, deixe bem desfiada, com cara de ‘não estou nem aí, mas estou’. Acho confortável e estiloso”, diz.

Para enfrentar o frio à noite, as meninas podem apostar na meia-calça, levada dobradinha na bolsa. Se gostar, os desenhos estão de volta e podem deixar o look mais divertido.

Bolsa transversal, uma bolsa nova

Bolsas ‘crossbody’ — Foto: Reprodução/Adidas/Renner

Levar mochila não é para todo mundo. Por isso, a bola da vez são as bolsas “crossbody”. “No bom português, bolsinha a tiracolo,” Bella explicou. De tamanhos diferentes e unissex, elas são práticas, seguras e não pesam.

“É uma evolução da pochete, que deu uma sumidinha.”

Entre boné, chapéus e viseiras

Balde Chapéu — Foto: Reprodução/Instagram Boca Rosa/Instagram Vanessa Hudgens

De acordo com as previsões meteorológicas, o fim de semana do Lolla deve ter temperaturas entre 21ºC e 30ºC. Além do indispensável protetor solar, é possível compor um visual legal com chapéus e bone.

Os chapéus grandes, flops of estilo boho, sucesso nos anos 2010 com Vanessa Hudgens, estão de volta. Assim como os baldes, que chegam também em crochê.

Bella, no entanto, aposta em outro item: as viseiras. “Elas são práticas e protegem muito do sol.”

Coturnos — Foto: Reprodução/Amaro/Dubuy

Com os desníveis do terreno no Autódromo de Interlagos e pelas horas que o público deve ficar em pé, não tem como fugir dos tênis e botas, de preferência de cano alto.

“Todo mundo chuva sabe que pode rolar aquela homeérica e, como consequência, vai ter lama”, lembra o estilista.

Lollapalooza vira mar de lama em 2019 de pois de forte chuva no sábado — Foto: Diego Baravelli/G1

Os coturnos continuam em alta e não devem sair tão cedo. “São muito funcional, por isso, estão aí ate hoje”, diz. Ela ainda aponta novidades com a peça, como versões de plástico, em um misto de coturno e galocha.

Coturno de plástico — Foto: Reprodução/Melissa

Bella diz que os tênis de plataforma são confortáveis, mas precisa encontrar antes o ideal para você. Não vale querer estrear no festival, porque a adaptação ao sapato pode não rolar e vai machucar.

“Os tênis de plataforma vão muito bem no quesito lama, mas não protegidos a perna. Se for nesta opção, que é super confortável, aproveite para compor com as meias soquetes divertidas.”

Make da série ‘Euphoria’

Maquiagem de “Euphoria” — Foto: Reprodução/Instagram Euphoria

“O que não vai sair do rosto de nenhuma gata é o make de ‘Euphoria’: cinco em cada oito mulheres estarão usando”, Bella confirmou. Segundo ela, a onda já tinha chegado no Rock in Rio de 2019 e ainda está muito latente.

“A pedraria substitui o brilho, que funciona melhor quando é pontual, ou não delineado metalizado”, explicou. Neste quesito, o que vale é uma criatividade. “A atenção única é com a qualidade da cola de uso na pedraria. Ninguém ficar desmontada no meio do papel.”

Semana Pop mostra como ser convidado do artistas a sofrer no palco Lollapalooza

Semana Pop mostra como ser convidado do artistas a sofrer no palco Lollapalooza

Leave a Comment

Your email address will not be published.