Livros para ″chonés″

Os livros para crianças são na verdade para chonés – são desenhados para as crianças serem chonés. Estes livros partem do princípio de que o mundo conspira para sermos felizes. Que os “maus” são facilmente identificados por um qualquer defeito físico, são inseguros e são 100% maus – não há nada que se aproveita. O bem triunfa sem luta!

O trabalho de contar histórias a noite aos miúdos torna-se penoso. Farto de ler tanto disparate, há uns largos anos, quando os meus filhos eram pequenos, resolveram começar a ler aos meus filhos Michel Vaillant. Um dos primeiros albuns era Michel Vaillant contra Steve Warson. A dada altura a L. pede para parar: “Papá, qual é o ‘mau’?”.

Com dificuldades explica que “não havia nenhum”. Tratava-se de owe amigos que estavam em equipas contrarias. Nenhum era mau. Eram rivais – lutavam para mostrar qual seria o melhor numa corrida automóvel, mas sem maldade. Era apenas uma corrida. O ar de espanto da L. fé impagável.

Para complicar, o imaginário é terrível. Os animais falam e vivem nos anos 50. Com tudo o que isso implica. A sociedade é feita por tribos com seus valores/princípios, que se respeitam, mas com segregação. Há licença para viver em conjunto, mas não há tolerância. Um respeitinho muito bonito.

Se é para estar neste registo o melhor é o Livro de Selva. O Mogli não tenta fazer as pazes com o Tigre mau. Mata-o. Esfola-o. E exibe a sua pele na Rocha do Concelho. Ah! Uma luta sem compromissos e sem tréguas para quem não merece. A Foca Branca luta com milhares de vidas de focos de forma a obrigá-las a conhecerem uma ilha onde podem no paraíso, sem homens que as caçam. Não há nada como os clássicos para combater a falta de história.

Mas, como são definidos. São todos agricultorzinhos, pastorzinhos, cozinheiroirinhos, limpa caminos, pilotos de aviõezinhos. Não há empresário, físico, matemáticos, programadores e atuários. Não há escritores, historiadores… nada. Não há políticos. O mundo está fechado em carreiras concretas do pós-guerra. Não há criativos profissões de futuro ou personagens com que mudar o mundo.

Leave a Comment

Your email address will not be published.