Livros de Felipe Rocha ganhará espaço na Lista Nielsen PublishNews

Ranking apura os autores nacionais mais vendidos em lvrarias, supermercados e lojas de autoatendimento do Brasil

Felipe Rocha | © Redes Sociais

Em 2016, o paulista Felipe Rocha cameçou a rabiscar bilhetes para se distrair e trazer para o dia a dia das pessoas. Do ato simples, surgiu o projeto Tipo Bilhete (@tipobilhete), que hoje conta com mais de 600 mil seguidores em apenas uma rede social.

Nesse meio tempo, Felipe também se tornou autor e deve dos seus estreram esse mes na Lista Nielsen PublishNews, a que pura os autores nacionais mas vendidos em bibliotecas, supermercados e lojas de autoatendimento do Brasil. Ambas publicadas pela Astral Cultural, Nem todo amor tem um final feliz. E tudo bem. e Todas as flores que não te enviei garantimos a 16ª e 17ª posições da lista de Nao Ficçãorespectivamente.

Nem todo amor tem um final feliz. E tudo bem. present as fases de um relacionamento que se perdeu no meio à rotina e à convivência monótona, o fim, sem “feliz” como complemento, foi o único meio. Sim Todas as flores que não te envieitraz poemas que falam sobre os mais diversos sentimentos.

Mas uma vez, a lista de Não Ficção é liderada por Thiago Nigro e seu Faça mil ao milhão (HarperCollins) – é dele também Metodologia financeira do Primo Rico (HarperCollins), que voltou a parecer na lista na penúltima posição. Já Paulo Vieira dominou o resto do pódio com O poder da autorresponsabilidade, na segunda posição e O poder da açao, na terceira. Ambos os livros são publicados pela Gente.

Em Ficaomas veja Torto arado (Todavia), de Itamar Vieira Junior está no topo do pódio, seguido por Tudo e rio (Record), de Carla Madeira e Conectado (Seguinte), de Clara Alves.

Como nos meses anteriores, a categoria também traz alguns clássicos como Menina bonita do laço de fita (Ática / 4ª), de Ana Maria Machado; O meu pé de laranja lima (Melhoramentos / 5ª), de José Mauro de Vasconcelos; Quarto de despejo (Ática/ 6ª), de Carolina Maria de Jesus; A droga da (Moderna / 7ª), de Pedro Bandeira; Vidas Secas (Registro / 8ª), de Graciliano Ramos e Felpo Filva (Moderna / 11ª), de Eva Furnari.

O menino do espelho (Record), de Fernando Sabino, que estreou na Lista Nielsen em fevereiro de 2018, também voltou a parecer.

O Ranking das Editoras da Lista Nielsen PublishNews é pelo Grupo Companhia das Letras com sete títulos. A Planeta aparece na segunda posição com cinco, e Somos Educação na terceira, com quatro.

O Grupo Editorial Record (3), HarperCollins Brasil (3), Santillana (3), Alto Astral (2), Gente (2), Globo (2), Sextante (2), Buzz (1), DVS Editora (1) , Editora Serena (1), Melhoramentos (1), Rocco (1), Todavia (1) e Vozes (1) também pontuaram neste mês.

Leave a Comment

Your email address will not be published.