Festival Nordestesse chega na segunda edição em Brasília

O projeto Nordestesseque tem como objetivo abril publicar novos criativos dos nove estados do Nordeste, realiza a do seu festival em Brasília entre os dias 26 e 28 de segunda. Na capital federal, um multimarcas Quadra será a anfitriã do evento, que acontecerá no Lago Sul.

Vem saber tudo!

Enxergar o Nordeste para além de um destino de férias: esse é o principal objetivo do Nordestesse, projeto criado por jornalista Daniela Falcão. A baiana – que estudou jornalismo na Universidade de Brasília (UnB)mas fez carreira em São Paulo, onde comandou a revista Vogue Brasil e sem títulos Editoriais Globo Condé Nast – viu uma lacuna no que tangia aos criativos nordestinos.

Com uma proposta inteligente, o Nordeste é muitos em um: é uma plataforma que histórias de produtosque faz curadoria de artistas e marcas, e que ainda materializa essa potência em ações presenciais. As menos de um ano de vida, já soma no currículo porquerias com a Revista Luiza, capa na revista Vogue Brasil e comeu eventos fóruns do país, em Portugal e não Uruguai.

O primeiro Festival Nordestesse ocorreu em São Paulo, na multimarcas Pinga. Em seguida, o projeto veio para a Quadra, em Brasília. Acima, Daniela Falcão (sentada no chão, ao centro) com os criativos nordestinos

Duas mulheres brancas posando para foto.  A primeira possui os cabelos longos e ondulados, em um tom de caramelo.  A segunda tem o cabelo liso e curto.  Ambas vestem roupas estampadas
A alagoana Pat Justino, criador da multimarcas Quadra, tornou-se a anfitriã oficial do Nordestesse em Brasília

O Rio de Janeiro Faith o último destino do projeto em 2021. Acima, estilistas responsáveis ​​pelas marcas Rebeca Sampaio, Meninos Rei e Santa Resistência
Especial Dia das Mães

A ideia de trazer o Festival Nordestesse – nome do evento presencial – para Brasília foi natural, uma vez que a cidade herdou um pouco da cultura de cada estado nordestino. A primeira edição, que ocorreu em novembro de 2021, atraiu a tenção pela novidade e pela curadoria de peças, acreditando Daniela Falcão.

“Para esta segunda edição, ampliamos o portfólio com mais marcas de moda e de decoração, tudo pensado para o Dia das Mães”, explicou a coluna. A jornalista destacou o sucesso da Tramei, label potiguar que tem como carro-chefe as cadeiras espaguetes de ferro modernizadas, que volta para a nova edição do evento; a entrada da pernambucana Olha para Trelaque trabalha com itens para festa – de toalhas a copos e pratos – pintados à mão.

Mulher branca com cabelo e louro e mulher negra com cabelo cacheado amarrado em coque conversando na praia.  Elas estão sentadas em cadeiras de praia e usam mais coloridas
As cadeiras da potiguar Tramei vão da praia a sala de casa

Mãe e filha, ambas as mulheres brancas de cabelo preto, fazendo um piquenique.  Elas usam roupas estampadas com desenhos dos quadros de Tarsila do Amaral
A pernambucana Maroca Desenha é outro nome que estreia nesta edição do Festival Nordestesse

Festa de aniversário de criança com mesa de doces e bolos, bandeirinhas de decoração e uma barraca para as crianças brincarem
Também pernambucana, a Olha a Trela ​​nasceu para criar peças alegres para festas infantis que não recorrem aos desenhos norte-americanos
Moda com raiz

Outro sucesso da última edição que retorna a Brasília é a marca homônima da estilista bayana Adriana Meira. Túnicas, vestidos e jaquetas desenhos afetivos e repletos de ancestralidade. TEM Casa Aika fé além desse bombou, provavelmente por fazer roupas para mulheres e todos os corpos e idades. em cearense Emirados Árabes Unidosdona de um roupa de praia moderno, também faz o seu volte.

Ja a baiana Oficina Mão de Mãeque tem como carro-chefe um crochê que sai do lugar comum, faz seu começar nenhum evento. Outros três nomes potiguares também estreiam: De Pedroque transformou nossos ricos bordados do Rio Grande do Norte em contemporâneos; Bia Souza, gritou uma moda minimalista, mas alegre e via; e FunFitque usa tecidos nobres como linho e algodão sustentável no segmento fitness.

Mulher negra com cabelo cacheado amarrado em um coque posando para foto na praia.  Ela usa saia, top e casaco, tudo de crochê marrom.  As roupas são da marca Ateliê Mão de Mãe.
A marca baiana Ateliê Mão de Mãe foi um dos destaques da última edição do São Paulo Fashion Week

Homem negro com cabelo black power posando para foto em fundo branco.  Ele veste camisa e calça, tudo branco com desenhos de olho grego.  As peças são da marca DePedro.
As criações da DePedro exaltam as técnicas e os bordados tradicionais do sertão do Rio Grande do Norte

Mulher branca e loura posando para foto em uma cadeira e com fundo marrom.  Ela usa um vestido de botões abertos e uma calça, tudo em tom de linho cru.  Usa, ainda, colar e pulseiras de esferas de madeira.  Como peças para a Casa Aika.
A fluidez é um dos pontos fortes das peças da Casa Aika. A cearense faz sucesso com vestidos e cafetãs
Serviço

A segunda edição do Festival Nordeste acontecerá de 26 a 28 de abril no Lago Sul, na multimarcas Quadra. Na terça-feira (26/4), das 15h às 20h, nossos dias de amanhã, das 11h às 20h.

QUADRA: SHIS QI 13, conjunto 7, casa 8, Lago Sul

Para outras dicas e novidades sobre o mundo da moda, siga @colunailcamariaestevao sem Instagram. Vejo você em breve!

Colaboração Carina Benedetti

Leave a Comment

Your email address will not be published.