Favorito no Oscar, “Drive My Car” tem Saab 900 Turbo que faria inveja aos carros de hoje | Manutenção

Promessa do cinema oriental, o filme japonês”Dirija meu carro“Possível repetir ou fazer sucesso em 2020”Parasita” na cerimonia do Óscar de 2022. A longa dirigida por Ryûsuke Hamaguchi e famoso autor do pelo escrito Haruki Murakami corresponde a quatro categorias: filme internacional, diretor, roteiro adaptado e melhor filme. E um dos protagonistas do carro é o Saab 900 Turbo.

“Dirija meu carro” é baseado em seus contos de Murakami em 2014. O autor empilha prêmios literários por suas obras, mas esta é a primeira vez que a adaptação de um de cruza o oceano para disputar a condecoração máxima do Óscar.

A trama conta a história do ator e diretor de teatro Yusuke Kafuku. Ao perder sua esposa, o protagonista entra em uma profunda depressão e chega a abandonar os palcos. Dois anos depois, ele é convidado a dirigir uma peça em Hiroshima, mas o Contratante faz uma solicitação pouco usual.

Yusuke não poderá dirigir por Hiroshima. Para isso, uma jovem motorista chamada Misaki Watari é contratada para estar ao volante de Saab 900 Turbo. Eles estão tentando fazer com que eles tenham vontade de fazer isso. Mas sem spoilers por aqui!

Um hatch executivo de sucesso

Os atores Hidetoshi Nishijima e Toko Miura — Foto: Divulgação

NO Saab fé fundada na Suécia em 1937 com apoio do Ministério da Defesa. A empresa era responsável por produzir aviões para a força aérea nacional durante a Segunda Guerra, ainda que a Suécia não tivesse um envolvimento profundo no conflito.

Com o fim do conflito, as encomendas pelos aviões militares da Saab cairam. Mas com a pulsante economia global se reerguendo, os suecos enxergaram uma nova possibilidade: produzir automóveis.

A partir de 1945, a marca apostou pesado no mercado de luxo. Seu primeiro automóvel fé o Saab 92que apesar de fazer design caricato, tinha coeficiente de arrasto aerodinâmico de apenas 0,30.

O carismático Saab 92 — Foto: Divulgação

O Saab 900 surgiu apenas em 1978 como um compacto executivo. O modelo que aparece em “Dirija meu carro” é da primeira geração – que foi vendida em 1994 – na carroceria hatchback. Ele também pode ser adquirido nas versões sedã e conversível.

Em seus primeiros anos, o câmbio manual era de apenas quatro marços. Reestilização de 1986, recebida de uma marcha extra, além da versão inédita de três marchas.

A versão Turbo tinha motor 2.0 de quatro cilindros longitudinais capazes de déenvolver 143 cv de poder e 20kgfm de torque. Vendida exclusivamente com câmbio manual, era capaz de atingir 100 km/h em apenas 9 segundos. Números interessantes para os anos 70.

Saab de “Drive My Car” era relativamente veloz para sua época — Foto: Divulgação

NO Saab continuação não BrasilPorém, porém não como vendedora de automóveis. Fora do setor há mais de 20 anos, uma marca passou a fornecer caças para a Força Aérea Brasileira em 2021. Ficou curioso? Não deixe de conferir essa história.

Quer ter acesso a conteúdos exclusivos do Autoesporte? E assim clique aqui para acessar uma revista digital.

Leave a Comment

Your email address will not be published.