Elza Soares: 7 discos e livros para conhecer a história da cantora – Revista Galileu

Elza Soares é fé, mas só legado jamais será esboçado (Foto: Divulgação/Daryan Dornelles)

Elza Soares, um dos maiores nomes da musica brasileira, faleceu aos 91 anos no dia 20 de janeiro de 2022 por causas naturais. Nascida e criada na favela de Moça Bonita, zona Oeste do Rio de Janeirodesde muito da nova carreira, como da sociedade, amar e da vida. Forma de resistência, sempre mostrou sua forçada para seguir em frente e lutar pela vida de seus filhos, pela sua carreira e por sua liberdade.

Considerado o melhor cantor milênio pela BBC, Elza não está mais entre nós, mas os trabalhos que ela produziu em vida permanecerão presentes para transmitir seu talento e voyageória memoráveis. Confira a seguir sete opções de discotecas e CDs para aprofundar na história da cantora.

1. Elza Soares, Baterista: Wilson das Neves – a partir de R$ 199

O disco Baterista: Wilson Das Neves, parte da série Odeon - 100 Anos de Música no Brasil (Foto: Foto: Reprodução/Amazon)

O disco Baterista: Wilson Das Neves, parte da série Odeon – 100 Anos de Música no Brasil (Foto: Reprodução/Amazon)

Oh discoteca Baterista: Wilson Das Neves lançado em 1968, faz parte da série Odeon – 100 Anos de Música no Brasil, da gravadora EMI-Odeon e assinado por Charles Gavin. A obra leva o nome do compositor e instrumentista, que ficou conhecido por ser um dos mas famosos bateristas do samba. Antes de falecer em 2017, o músico havia participado de cerca de 800 discotecas ao lado de grandes nomes da música, inclusive da cantora Elza Soares.

Sob os arranjos do Maestro Nelsinho e direção artística de Milton Miranda, Elza Soares e Wilson das Neves interpretam 11 faixas, entre elas “Garota de Ipanema”, de Tom Jobim e Vinicius de Moraes, “Saudade da Bahia”, de Dorival Caymmi e ” Se Acaso Você Chegasse”, de Lupicínio Rodrigues e Felisberto Martins. O valor do item mas antigo da lista retorno aproximado de R$ 199.

2. Pilão + Raça = Elza – a partir de R$ 80

Capa do disco Pilão + Raça = Elza traz foto da cantora (Foto: Foto: Reprodução/Amazon)

Capa do disco Pilão + Raça = Elza traz foto da cantora (Foto:Reprodução/Amazon)

Pilão + Raça = Elza fé o último disco da cantora pela Tapecar. O lançamento aconteceu em 1977, ano em que a cantora não só o cancelamento do contrato a gravadora, mas também outros transtornos: com a Mocidade e com Garrincha. O primeiro se deu após uma série de mal-entendidos e desentendimentos que levaram à desclassificação da escola daquele ano, uma cantora apontada como culpada e agredida verbalmente pelos integrantes. Dias depois, mesmo recebendo votos públicos presidente da Mocidade oficial.

Já o estava reservado para o filho com o seu filho querido, jogando-o para. O disco conta com participou em nomes como Gilson Peranzzetta, Paschoal Perrota e Rildo Hora, e traz três da própria Elza: “Perdão, Vila Isabel”, “Língua de Pilão” e “Enredo de Pirraça”. Oh discoteca Pilão + Raça = Elza é praticamente um relicário e pode ser adquirido cerca de R$ 80.

3. Carioca da Gema – a partir de R$ 49

Carioca da Gema foi o primeiro disco ao vivo de Elza Soares (Foto: Reprodução/Amazon)

Carioca da Gema foi o primeiro disco ao vivo de Elza Soares (Foto: Reprodução/Amazon)

Lançado em 1999, Carioca da Gema Faith o primeiro disco ao vivo de Elza Sores. Tendo recebido o título de ‘Cantora do Milênio’ para a BBC em Londres, Elza tinha confiança necessária para o palco do Teatro João Caetano e gravar o álbum de maneira totalmente independente. A forma como foi produzida não foi produzida em nada a discoteca, mas foi um dos motivos qual poucas cópias chegaram ao mercado, fazendo quase uma qualidade de disco na época.

Neste show, Elza apostou em um repertório eclético, interpretando grandes clássicos como “Trem das Onze”, de Adonran Barbosa, “Chove Chuva”, de Jorge Ben, “Castigo”, de Dolores Duran, e “Mamãe Passou Açúcar em Mim” , de Bill César. A obra pode ser adquirida por valores a partir de R$ 49.

4. Eu sou o samba – a partir de R$ 59

No disco lançado em 2004, Elza aposta em um samba romântico (Foto: — Foto: Reprodução/Amazon)

No disco lançado em 2004, Elza aposta em um samba romântico (Foto: Reprodução/Amazon)

Nos começo dos anos 2000, Elza enfrenta um período de altos e baixos em sua carreira: o álbum Do Cóccix comeu o Pescoço (2002) faz um grande sucesso e lhe garante uma indicação ao grammys, sendo bem recebido pelos críticos musicais e promovendo em turnês pelo mundo. Já a produção Vivo Feliz (2003) Não é tão bem sucedida e Elza lançou, em 2004, o disco Eu Sou O Samba.

Além de apostar no samba romântico, o cantor com letras do imaginário brasileiro traz músicas como “Rosa Morena”, “Sei Lá Mangueira”, “Boato, Malandro”, “Estatutos De Gafieira”, “Sambou Sambou” e “Edmundo” , com a participação de Oswaldo Borba e sua orquestra. O disco está à venda cerca de R$ 59.

5. A Mulher Do Fim Do Mundo – a partir de R$ 30

Das 50 canções selecionadas para o álbum, apenas dez foram para a versão final (Foto: Foto: Reprodução/Amazon)

Das 50 canções selecionadas para o álbum, apenas dez foram para a versão final (Foto: Reprodução/Amazon)

Lançado em 2015 com produção de Guilherme Kastrup, A Mulher Do Fim Do Mundo Passo por um meticuloso trabalho de seleção: das 50 concentrados para o álbum, apenas dez fóruns escolhidos a dedo por Elza e sua equipe. A restrita lista de faixas, o caráter inédito e as polêmicas fizeram o disco preferido da cantora. Mas a obra não apenas lista pelo Elza, rendendo Grammy Latino e uma menção na dos dez melhores de 2016 O jornal New York Times.

Com a juda da poesia e da melodia, a cantora trata de pautas sociopolíticas importantes. “Maria da Vila Matilde” levanta questões como violência de gênero, “Benedita” fala sobre transexualidade e dependência, enquanto faixa “A Mulher do Fim do Mundo” versa sobre a história de sobrevivência e superação da própria Elza química. O disco, that conta ainda com a participação de Celso Sim, Rodrigo Campos e Romulo Froés, está à venda por cifras a partir de R$ 30.

6. Deus é Mulhera partir de R$ 31

Com uma vibe parecida, o disco Deus é Mulher foi ofuscado por seu antecessor (Foto: Reprodução/Amazon)

Com uma vibe parecida, o disco Deus é Mulher foi ofuscado por seu antecessor (Foto: Reprodução/Amazon)

Lançado em 2018, Deus é Mulher dá já às pautas de gênero levantadas em A Mulher do Fim do Mundo (2015). Em seu trabalho anterior, Elza denunciava as desigualdade e violência imposta às mulheres, já no novo álbum, a cantora expressa o empoderamento e a energia feminina. Apesar de um pouco ofuscado pela força de seu antecessor, Deus é Mulher também teve seu reconhecimento: fé eleito o 2º melhor disco brasileiro de 2018 pela revista Rolling Stone Brasil e um dos 25 melhores álbuns brasileiros do primeiro semestre de 2018 pela Associação Paulista de Críticos de Arte.

A energia do poder e da força feminina foi repassada ao longo da obra. Além do protagonismo de Elza, contorno também com as vozes do Ilú Obá de Min, bloco afro formado somente por mulheres da cidade de São Paulo. O disco traz 11 faixas inéditas, participação de grandes nomes da música nacional e pode ser adquirido sem promoção de R$ 60 por R$ 31.

7. Planeta Fome – a partir de R$ 39

Planeta Fome é baseado na primeira vez em que Elza cantou em público.  (Foto: Reprodução/Amazon)

Planeta Fome é baseado na primeira vez em que Elza cantou em público. (Foto: Reprodução/Amazon)

Lançado em 2019, Planeta Fome é baseado na primeira vez em que Elza cantou em público. Tudo começou quando a cantora tinha apenas 13 anos de idade e seu filho mais velho, João Carlos, estava entre a vida e a morte. Sem dinheiro para consumir os remédios, ela se empenha no programa de calorias de Ary Barroso uma oportunidade para salvar a criança. Após to register, o desafio era encontrar uma “roupa bonita” para o dia da competição. A solução foi pegar uma roupa emprestada da mãe, que pesava quase o dobro que a cantora: para as peças tremendas não tão grandes, Elzajustou o figurino com alfinetes.

Ao chegar na apresentação, a plateia riu do seu figurino e o apresentador fez uma pergunta: “De que planeta você veio, minha filha?”. A resposta da cantora pegou todos de surpresa: “Do mesmo planeta que você, seu Ary. Faça planeta Fome”. Com a música “Lama”, de Paulo Marques, Elza levou o prêmio e salvou a vida de João Carlos. Cerca de 75, faixas como “Blá, depois Blá, Blá”, “País do sonho” e “Libertação” retratam as dificuldades que ela aceita desde sua primeira performance em público ate se uma das maiores personalidades da música nacional. Planeta Fome letras traz fortes e carregados de história e pode ser adquirido por aproximadamente R$ 39.

8. EXTRA: Biografia Elza – a partir de R$ 38

Lançada em 2018, a biografia oficial de Elza Soares fé produzida pelo repórter Zeca Camargo (Foto: Reprodução/Amazon)

Lançada em 2018, a biografia oficial de Elza Soares fé produzida pelo repórter Zeca Camargo (Foto: Reprodução/Amazon)

A biografia oficial escrita pelo repórter Zecar Camargo é a escolha ideal para querer mergulhar na história de vida de Elza Soares. A obra narra as travórias pessoais e profissionais da Mulher do Fim do Mundo, sango de sua infância pobre ate o posto de uma das maiores cantoras de todos os tempos.

Ao longo das 400 páginas são retratados os momentos de superação e toda forçou que Elza precisou usar duree a vida. O report trata também dos principais momentos da carreira, shows inesquecíveis, prêmios, discos que marcaram a música brasileira e os álbuns mais recentes – que transmitem toda a opinião e o manifesto de Elza. O livro pode ser adquirido por a partir de R$ 38 para Kindle e por cerca de R$ 41 em capa comum.

Nota de transparência: Amazon e Galileu mantêm uma pareria comercial. Ao clicar no link da loja, o Galileu pode ganhar uma parcela das vendas ou outro tipo de compensação. Os preços mencionados podem sofrer e a disponibilidade dos produtos estão disponíveis aos estoques. Os valores indicados no texto são referências ao mês de fevereiro de 2022.

Leave a Comment

Your email address will not be published.