Doug Liman: realizador dos ‘blockbusters’ com Tom Cruise e Matt Damon está na Ucrânia a filmar a guerra – Atualidade

O diretor Doug Liman está na Ucrânia para ajudar a documentar a guerra que país com a Rússia.

“Faço filmes sobre normais em circunstâncias normais e existentes aqui 40 milhões de histórias assim”, explica este programa Good Morning America o diretor do primeiro filmes “Jason Bourne” com Matt Damon (“Identidade Desida”) “) e que é um dos homens de confiança de Tom Cruise (trabalham juntos em “No Limite do Amanhã” e “Barry Seal”, e preparam-se para rodar um filme no espaço).

Sendo de origem judaica e com a Páscoa a proximar-se, “em que celebramos as pessoas a escapar da escravidão e da opressão”, Doug Liman diz que sentiu que era melhor ir para Ucrânia e ver o que podia fazer em vez de ficar em Nova Iorca.

Apesar dos filmes com Damon e Cruise, foi outro, que juntou Brad Pitt e Angelina Jolie como um casal de assassinos profissionais, que trouxe vantagens inesperadas.

“Como não trabalho para uma grande agência de notícias e ‘Mr. e Mrs. Smith’ [2005] é muito popular aqui, tem a possibilidade de ir aos locais onde talvez não seja seguro para os jornalistas”, revelou.

O realizador especificou que viajou até à linha da frente da guerra… com soldados americanos.

“A América colocará na Ucrânia por forças que foram anunciadas, mas não quer dizer que não pode vir a vir soldados cá para as linhas da frente que estão trazendo a tecnologia às forças especiais ucranianas. estar lá no terreno a vê-los [as forças ucranianas] a uma operação atrás das linhas do inimigo”, revelou.

UM EXCERTO DA ENTREVISTA.

“As pessoas aqui na Ucrânia são extraordinários”, elogiou na entrevista, mas também nas redes sociais.

“Na baixa de Kiev. Milhares de pessoas em fila á espera. Comida? Não. Para comprar os selos ‘Rússia, vai-te f****'”.

“Adoro os ucranianos – eles pintaram todos os seus sinais de trânsito para que os russos não puderam encontrar Kyiv”.

Ao Good Morning America, onde falou do encontro do realizado com a sogra de um soldado ucraniano que, com as tarefas do impacto acostumado a fazer dia-a-dia, dedica-se a fazer coquetéis Molotov.

“Como é que a Rússia pode esperar dominar este país quando as avós têm duas caixas de cocktails Molotov num barracão?”, pergunta.

Leave a Comment

Your email address will not be published.