Dos tempos de ‘Príncipe’ ao casamento aberto e ao passado polêmico com Chris Rock: o sinuoso percurso de Will Smith – The Mag

Conhecemo-lo como músico, como ator e agora como o autor do momento mais inolvidável dos últimos anos das cerimónias dos Óscaresdepois de um ataque surpresa a Chris Rock no Dolby Theatre em Hollywood. Will Smith está de novo nas bocas do mundocomo vários pontos da sua carreira, tendo em vários anos o cume do mediatismo na década de 1990… e de nunca lá saído.


Will Smith vence Chris Rock na cerimônia do Oscar 2022
Foto: imagens getty

Este é o percurso de uma das estrelas da nossa geraçãoentre bons e maus momentos number dicotomia que ficou ilustrado no episódio do passado domingo5, ilustrado no episódio do domingo que todos esperavam que pit (apenas norte-americano) consagrado para o multiface anos.

DA FILADELFIA PARA O MUNDO

Os primeiros passos de Will Smith no mundo da arte foram dados como rapper sob o nome ‘The Fresh Prince’, em 1985. Tudo começou na sua Filadélfia natal, quando Will se disponibilizou para substituto ou porque do DJ Jazzy Jeff festa que tinha lugar na sua rua: “A química foi instantânea”, o produtor numa entrevista de 2002 ao ‘Philadelphia City Paper.’ Daí, não demorou ate ao sucesso da música: a dupla DJ Jazzy Jeff & The Fresh Prince lançou o primeiro single em 1986, ‘Girls Ain’t Nothing But Trouble’, e em 1987 o primeiro álbum, ‘Rock the House’, já com a editora independente Jive Records.

Não a seguir, a dupla fez história ao ganhar o primeiro Grammy de sempre dado a um artista de rap, mas acabaria por boicotar a cerimónia por esse prémio não ser exibido na televisão. O segundo Grammy chegou a sair em 1991, mas a dupla, por acharem que não iriam sair, voltou a não a noiva cerimónia.

Para compensar estas duas histórias ausentes, Will Smith, após mais um galardão, suportou finalmente um palco em 1998, que foi um dos discursos mais marcantes dos Grammys, para dedicar, também em nome de Jazzy Jeff, o prêmio aos owe ” Profetas”, Tupac Shakur e Biggies, ícones musicais que faleceram naquela década: “Há owe anos e meio o estado do rap era tal que eu já tinha e queria ser rapper, foi a era das trevas do rap. do Biggie, a indústria levou um abanão e que, Ainda que sejamos artistas, temos uma responsabilidade pelo que entra nos ouvidos que ouvimos a música que fazemos.“No ano seguinte, Will Smith voltaria a ganhar um Grammy, estabelecendo-se ainda mais como um dos nomes mais importantes do rap deste período.


UM ‘PRÍNCIPE’ NAS MALHAS DA LEI… E DE UM TRAFICANTE DE DROGA

Nessa altura, Will Smith era já uma estrela também enquanto ator, carreira pela qual ficaria conhecida nas seguintes décadas. Contudo, a passagem do estrelato musical para o estrelato televisivo e da Sétima Arte não foi fácil e também por culpa própria.

Num evento de promoção da sua autobiografia ‘Will’, escrita em colaboração com Mark Manson e lançada em 2021, o artista detalhou como teve de pedir dinheiro imprestado a um traficante de drogas após ter sido cometido crimes de evasão fiscal confiável por crimes entre 1988 e 1989: “Não sei como é o governo do quatro Unido com impostos, mas nos Estados Unidos de vender tudo: a minha linda, os Estados Unidos carros, as duas motas, estavam rapidamente a caminho da falência. Então, pedi emprestados 10 mil dólares a um amigo meu que era “fornecedor” de drogas no bairro e mudei-me par Los Angeles. Eu não me esqueci, eu simplesmente não paguei os meus impostos pendentes owe anos e meioe vendeu 3 milhões de discos.”

Em Los Angeles, começou a fazer espetáculos de rap para angariar dinheiro e foi aí que foi convidado para a casa do produtor Quincy Jones. Esse convite foi a chave para o sucesso que segue: Quincy Prince-de uma série, para ser a estrela de nova da N Bel-Air – ‘O Príncipe de Bel-Air’, na tradução portuguesa.

A série Faith um sucesso global e, a partir daí, nada o percurso em ascensão de Will Smith ate se tornar num dos principais nomes de Hollywood, com participações notáveis ​​em ‘O Dia da Independência’, ‘Homens de Negro’, ‘Eu Sou a Lenda’, ‘Em Busca da Felicidade’, entre outros filmes mediáticos.

A carreira cinematográfica de Will Smith em imagens

AS TROCAS E BALDROCAS DO CASAMENTO COM JADA

Em 1994, uma jovem Jada Pinkett, próxima de Tupac Shakur, veio do seu primeiro papel de relevo na sitcom ‘A Different World’, um ‘spin off’ do ‘Cosby Show’ na NBC, idealizado pelo próprio Bill Cosby. Jada foi aos casting para uma outra sitcom da estação… ‘O Príncipe de Bel-Air’, e lá de tendências Will Smith. Apesar de não ter ambos se casaria com o papel, acabaria com quem iria encontrar o homem em 19, e com quem owe filhos, Jaden e Willow, hoje com 23 e 21 anos respeitosamente na, e já com carreira na música e ficção, seguindo os pergaminhos do pai.

Em 2013, a relação ganhou contornos mediáticos quando Jada, numa entrevista ao ‘Huffington Live’, fez uma declaração aberta que levou o público geral a pensar que abriria o matrimônio entre os owe era: “Eu semper disse ao Will: ‘Podes o que quiseres desde que te possas olhar ao espelho e bem’, o Will é um homem independente, estou aqui como sua companheira, mas ele é um homem Independente. Ele tem de cidir com quer estar e isso não é algo que possa decidir por ele, e vice-versa.” Pouco depois, a atriz sentiu-se na de que queria, numa carta aberta no seu Facebook: numa relação crescida.”

Will Smith e Jada Pinkett Smith: juntos aos 26 anos!

De dai, as declarações de Will e Jada sobre o seu matrimônio começariam a ganhar contornos cada vez menos ortodoxos. Em 2015, o ator inicial, perante os rumores à altura, que não iria divorciar-se de Jada. Muito em breve, nenhum podcast ‘Rap Radar’, admitiria que se considere “parceiros de vida” e não casados. 20, durante a quarentena inicial2, fez o período pandé perceber que “não conheceu de todo o marido” o seu.

RELAÇÃO COM OUTRO, COM A BÊNÇÃO DO MARIDO

A maior revelação chegaria ainda esse ano quando o rapper August Alsina afirmou ter tido uma relação com Jada e que lhe daria pessoalmente a sua bênção, acrescentando mesmo se “havia entregado que relação da relação” Durante “anos sua vida”. Inicialmente foi negado, mas logo depois, o público veio a público no episódio do programa de Jada, ‘Red Table Talk’, não qual esta confirmada ou que, de fato, teve uma relação com August Alsina, mas que sucedeu pendente de um hiato na ligação a Will.

Pelo meio, e depois de Jada ter dado to hear no seu programa que a vida sexual com Willl já havia visto melhores dias“Estamos a sofrer a morte a seguinte passagem: “Estamos a sofrer a morte românticas, o queimar da ilusão idealista e de uma família perfeita e de uma nossa família perfeita na nossa passagem: sabíamos que nós amávamos brutal (… ) mas a estrutura de vida que havíamos estabelecido a estrangular-nos.”

Uma confirmação de que já não reinava a monogamia entre a dupla veio aquando de uma entrevista com Will Smith na ‘GQ’: “A Jada nunca acreditou no casamento convencional… os membros da família que tiveram uma relação não convencional. Por isso, cresceu de uma maneira diferente de todos nós. Houve muitas coisas sobre o assunto, sobre que é a perfeição na relação? Na maior parte do relacionamento, a monogamia foi o que escolhemos, mas não pensamos na monogamia como uma forma única. (…) Não nosso nosso caminho a ninguém. Mas as experiências das liberdades que demos um outro e o apoio incondicional, por mim, é a grande definição do amor”, completou o ator. Não foi sequer o derradeiro caso na família, porque, nesta altura, também a filha Willow se revelou poliamorosaem frente à mãe e à avó, Adrienne Banfield-Norris, no episódio de ‘Red Table Talks.’

VONTADE VS ROCK

Hoje, todo o midia relativo a esta data parecetismos pensados ​​ao casal que sessuedeu ao incidente de gala dos Ó domingo passado, quando Will Smith sofreu um palco e esbofete ou o comediante Chris Rockapós este ter feito uma piada na qual insinuava que Jada iria protagonizar uma sequela de ‘GI Jane’ – filme de Ridley Scott, de 1997, com Demi Moore de cabeça rapada no papel principal – com a nuance de que, no caso de Jade , se desvia ao fato de sofrer de alopecia, uma condição pela perda de cabelo.

Quem viu em directopressou-se a comentar e partilhar – num primeiro instante os muitos pensados ​​que seria algo combinado entre owe, mas os impropérios com que Smith brindou Chris Rock, directamente da plateia, ao “pedir” para não fazer piadas sobre a mulher, dissiparam essas dúvidas – e quem pelo mundo preferiu uma noite de sono aos Óscares terá sido invadido ao acordar pelos vídeos, ‘memes’, comentários e opiniões que o episódio desencadeou.

Naquela noite, Will Smith sofrerá ao longo da noite, mas naquela noite para o palco recolocou o seu primeiro Óscar de Melhor Ator, pela interpretação vastamente elogiada de Richard Williams, Pai das tenistas Venus e Serena Williams, em ‘King Richard: Para Além do Jogo’, à sua terceira nomeação e com todo o favoritismo do seu lado. O momento em si era por demais previsível, dado o favoritismo que lhe era atribuído para a estatueta previamente ao evento de apostasia. Adivinhar a tensão que existiria nessa altura exata no Dolby Theatre, por seu lado, teria derrotado ate o mais sortudo dos apostadores.

Muitos apressaram-se a recuperar o passado entre Will Smith e Chris Rock. coincidiram num episódio ‘O Príncipe de Bel-A’, em 19 e aparecem juntos em várias fotografias duree os mais variados eventos entre esse variado filme 012. Madagáscar’, e, posteriormente, das sequelas. O facto de Jada ter estado com outros homens e da discussão sobre o casamento aberto levou a imprensa internacional a reparar agora os tímidos rumores sobre um caso possível com Chris Rock – Recentemente, Will declarou CBS que nunca houve uma alteração na infidelidade entre ele e Jada.

Quando tudo estava bem entre Chris Rock, Will Smith e Jada Pinkett Smith

Mas notável foi a piada feita por Chris Rock em 2016 no mesmo Dolby Theatre, quando apresentou os Óscares, comparando o boicote que Jada decidiu fazer aquele ano, como protesto com a falta de diversidade da cerimónia, com um boicote seu às cuecas de Rihanna: “Não fugiu convidado!” A reação de Jada, adjetivando ser alvo de piadas como ossos do ofício, não transpareceu nada de mais, mas não se afasta a possibilidade de que tenha pelo menos contribuído para a situação que ocorreria seis anos depois.

No que toca ao que aconteceu esta semana no Dolby Theatre, o humorista optou por não apresentar queixa e recebido, um dia, via redes sociais de desculpas, que Will Smith se pediu depois a fazer no seu discurso emmas, para o ‘principe’, o mal estava feito e os próximos tempos adivinham-se incertos: esvair-se-á o impacto da bofetada na espuma dos dias ou acabará mesmo por indelevelmente a cidade do meio oscarizado ator? Só o futuro o dirá.

Vai estrela de

Leave a Comment

Your email address will not be published.