Dia do livro: 31% dos brasileiros leu uma obra, saiba como estimular o hábito da leitura – Notícias

No dia do livro, comemorado neste sábado (23), a pesquisa Retratos da Leitura no Brasil, realizada pela Fundação Pró-Livro, Itaú Cultura e IBOPE Inteligência, mostra que 31% dos brasileiros nunca leu um livro, mas a esperança está nas crianças entre 5 e 10 anos, é um dos principais consumidores de literatura. Mas como manter esse esse principalmente entre adolescentes?

Para Reginaldo Monteiro, do Itiner formativo de Comunicação oral e escrita, das Escolas Luminova, como um papel importante na formação dos novos leitores e para estimular os adolescentes, são oferecidos “livros relacionados a serie filmes e como eles já a trama e se atraem pela história, pode ser uma boa forma de introduzi-los na leitura.”

“A família deve respeitar as escolhas dos adolescentes e permitir que eles tomem a decisão sobre qual livro ler”, diz. “Não julgue se eles preferirem uma história fantasiosa a um livro clássico de Machado de Assis, uma iniciativa de ler uma interpretação mais fácil já é um bom começo e, quem sabe, em breve eles não venham a ler os próprios clássicos da literatura e títulos, mas complexos.”

Vale investir em quadrinhos, que podem ser uma boa porta de entrada para o mundo da leitura. “Uma oferta de títulos do gênero é grande e certamente os adolescentes encontrarão algo que atraia.”

“Eu mesmo, por exemplo, lendo em quadrinhos e daí passei a me interessar pelo mundo das palavras”, conta o professor de Literatura Alencar Schuer, da plataforma online Professor Ferretto.

De acordo com Retratos da Leitura no Brasil, os quadrinhos figuram entre os estilos literários preferidos entre as crianças e os pré-adolescentes. “Isso permite que os clássicos sejam adaptados para o estilo e lidos mais ‘facilmente’ pelos mais jovens”, sugere Schueroff.

Mas nem sempre é fácil tirar os mais jovens dos eletrônicos, como aliar tecnologia e leitura? “O desinteresse pela leitura é um problema recorrente hoje em dia e, de fato, algumas
pessoas chegam associadas essa questão à sofinidade dos jovens e adolescentes com a
tecnologia, entretanto, na realidade, é possível, sim, use o universo digital para
o hábito de ler”, diz Monteiro.

Veja algumas dicas dos professores:

– Aprovação de livros em diversos formatos. A leitura pode ser realizada por meio de
tablets, smartphones e leitores, além de ser bastante prático, é uma excelente
maneira de motivar os jovens que não se desgrudam das telas a descobrir o mundo da
leitura.

– Outra ideia para desenvolver o gosto pela literatura usando a tecnologia é por meio
dos audiolivros, que também contribui para que os adolescentes com diferentes
perfis de aprendizado podem aproveitar dos livros.

– Tanto os professores quanto os pais devem dar o exemplo, não falando apenas para que as crianças leiam e apresentando livros como eles inserindo o hábito de ler em suas rotinas.

Leave a Comment

Your email address will not be published.