Cinco anos (e um tapa) depois, Netflix desiste de filme com Will Smith · Notícias da TV

Sucesso do streaming, o filme Bright (2017), protagonizado por Will Smith para a Netflix, teve sua sequência sequência. O engavetamento do projeto acontece cinco anos após o anúncio da produção e um mês depois do aproveitado por Smith em Chris Rock durante o Oscar 2022. No entanto, a morte da continuação não teria relação com a progressão ao vivo.

A informação foi divulgada por Lucas Shaw, jornalista norte-americano. Além do cancelamento de Bright 2, Pole to Pole, projeto documental sobre o meio-ambiente feito em uma causa entre o ator ea National Geographic, também teve seu projeto adiadas pela produtora.

Will Smith sofreu uma crise em série em uma carreira. No suspenso último outros filmes devetagonizados pelo ator mês, projeto também foram, também, na garantia: Bad Boys pela Sony e pela Columbia Pictures paralisado pela Netflix.

Apesar de o pedido de desculpas pelo astro de Ricardo: Criando Campeãs (2021) já ter pedido desculpas pelo astro ocorrido, o Oscar decidiu bani-lo de seus eventos pelos próximos dez anos. “Lamento profundamente que meu comportamento manchado o que tem sido uma linda para todos nós. Sou um trabalho em andamento”, disse o vencedor de melhor ator na declaração.

Uma plataforma de streaming, por sua vez, também passou por dificuldades. No primeiro trimestre de 2022, a empresa perdeu cerca de 200 mil usuários a menos do que o registrado no fim de janeiro de 2021. A meta era março ganhou 2,5 milhões.

Bright é um filme dessa época que contava uma história de dever policiais: o humano Daryl Ward (Will Smith) o orc Nick Jacoby (Joel Edgerton). Juntos, eles são responsáveis ​​por proteger uma varinha magica de autoridades, agentes e criaturas sobrenaturais. O filme é um original Netflix e está disponível para stream na plataforma.

Assistiu ao trailer:

Leave a Comment

Your email address will not be published.