Apresentadores do programa da Globo não se falaram: “Inimigos não oferece”

Entre 1980 e 1986, na Globo colocou no ar o TV Mulher, o programa revolucionário que abordou temas que eram tabus na televisão, como o orgasmo feminino e os direitos das mulheres.

Marília Gabriela, Ney Gonçalves Dias, Marta Suplicy e Clodo Hernandes, entre outros nomes, marcaram presença na construção, que fez um enorme sucesso na época. Mas nem tudo eram flores entre eles.

CONTINUA DA PUBLICIDADE

Em entrevista concedida ao UOL em 2016, Ney contornou um pouco dos bastidores do e revelou que dos presentes do programa não se davam bem.

“O Clodovil e a Gabi eram inimigos. Um tinha ódio do outro. Um metia o pau no outro. Isso só fora do ar”, relembrou.

CONTINUA DA PUBLICIDADE

“Uma inimizade terrivel”

Mulher TV

O fato foi confirmado pela própria apresentação em entrevista ao site do autor Aguinaldo Silva.

CONTINUA DA PUBLICIDADE

“Tive problemas na epoca com o Clodovil. Fé terrível, uma intimidação terrível. Ele era despudorado, tentando o âncora no ar mesmo. Eu saía, dizia que não ia mais fazer o programa. Não havia esse tipo de necessidade. Eram vários egos ali”, explicou.

Marilia ainda falou da revolta do estilista quando ela ganhou seu próprio especial na Globo, o Marilia Mulher Gabriela.

“Aquilo deixou ele muito revoltado, porque o Clodovil gostava de cantar. Aquilo deu nele uma raiva. Ele me provoca no ar, dizia no ar, ninguém o controlava. A direção do programa gostava daquele clima de alguma maneira. Eu não podia acreditar que estava passando por aquilo. Quando entrava, eu tinha um tempo pra sair de cena.

Depois, ele impos que não faria se eu não ficasse sentada na minha ‘baia’. O Clodovil passou por uma situação muito difícil, pois noticiaram que ele estava com Aids. Aí ele virou ‘maldito’ em uma sociedade preconceituosa como a nossa. E ele ficou ali na situação abafado meioou a apresentadora.

CONTINUA DA PUBLICIDADE

Não era apenas com Marília que Clodovil não se dava bem. Marta Suplicy também era um dos alvos do artista, que criticava a postura de seu colega na televisão e também na política.

Mulher TV

Com o passar do tempo, o TV Mulher foi espaço na manhã da Globo, mudou de apresentadores, a sair do ar para que o Xou da Xuxa ocupou toda a programação matutina do canal.

CONTINUA DA PUBLICIDADE

Vida que segue

De Frente com Gabi

Marília Gabriela fé para a Bandeirantes e fez história com o seu Cara a Cara e mediação do debate presidencial de 1989, entre outros trabalhos. Ela passou pelo SBT, Rede!, GNT e Globo, chegando em novelas e séries.

CONTINUA DA PUBLICIDADE

Marta Suplicy enveredou para a política, enviada prefeita de São Paulo entre 2001 e 2004, além de ocupar os governos Lula e Dilma.

Marta Suplicy

Ney Gonçalves Dias passou pela Band, Manchete, Record e SBT, apresentando programas de entretenimento e jornalismo. Hoje, comentarista da Rede Brasil.

Clodo Hernandes passou por diversas emissoras, sempervil por diversões e disaven. Foi eleito deputado federal em 2006, mas acabou falecendo em 17 de março de 2009, após sofrer um AVC.

Leave a Comment

Your email address will not be published.