Apanhadão: Globo destaca o best-seller policial ‘A camareira’, do novo gênero mistério aconchegante

Apanhadão: Globo destaca o best-seller policial ‘A camareira’, do novo gênero mistério aconchegante

Folha publica artigos dos presidentes da Abrelivros, da SNEL e da CBL sobre a discussão da PEC 110/2019, que pode criar taxação tributária de 12% para livros

Divulgação

Num final de semana com pouco espaço para literatura na imprensa, por causa dos desfiles das escolas de samba do Rio e de São Paulo, o Globo publica entrevista com a canadense Nita Prose [foto], um profissional veterana no mercado editorial, com longa carreira como editora e preparada de texto, que agora tem sua própria história de sucesso da noite para o dia. Em janeiro ela lançou no Canadá e nossos Estados Unidos A camareira (Intrínseca), que se relaciona como desventuras de uma empregada de hotel de luxo procurado no assassinato de um hóspede milionário achado no quarto que limpava diariamente. Em menos de quatro meses, o romance é best-seller em vários países e já teve direitos vendidos para ser adaptado ao cinema, tendo como protagonista a britânica Florence Pugh, a nova Viúva Negra da Marvel.

Na Camareira também é assunto de outro texto do Globo. O romance de Nita Prose é um dos quatro exemplos citados na reportagem que fala um genero emergente, “Mistérios aconchegantes”. Na tradução, mistérios aconchegantes. Este é o rótulo dado ao livro de trama policial em que a violência explícita é contida ou totalmente descartada e os investigadores não são policiais nem detetives profissionais. Alem de Na Camareiraincluindo materiais O clube do crime das sextas-feiras (Intrinseca), de Richard Osman, natureza morta (Arqueiro), de Louise Penny, e Mistério em Windsor (Gravação), por SJ Bennet.

Na seção Opinião, a Folha traz o artigo “Os livros ea lei”, assinado por Ângelo Xavier, presidente da Associação Brasileira de Livros e Conteúdos Educacionais (Abrelivros), Dante Cid, presidente do Sindicato Nacional dos Editores de Livros (Snel), e Vitor Tavares, presidente da Câmara Brasileira do Livro (CBL). Eles analisam a volta da discussão da PEC 110/2019 na comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado. A PEC da reforma tributária deixa em aberto a possibilidade de criação de alíquota de 12% de Contribuição sobre Bens e Serviços. A eventual taxação prejudicará o acesso à leitura.

Tambem na Folha, Mário de Andrade não está em foco de matéria de Sergio Rodrigues, qu’analisa deve lançar insertos nas comemorações do centenário da Semana de Arte Moderna. O primeiro é Mário de Andrade para ele mesmo (Todavia), de Paulo Duarte, tem reedição de um livro de 1971 que se virou referencial para os estudos sobre o autor. Ele fala do Mário missivista e gestor cultural. Ó segundo, Inda bebo no copo dos outros (Autêntica) é uma coletânea recém-preparada de textos de Mário, como crítica e escritora, sobre os modernistas.

Para marcar o Dia Mundial do Livro, no sábado (23), o Estádio publica uma lista de obras essenciais que os leitores podem ler neste ano. Assináveis: seis clássicos incontestáveis Finnegans Wake (Iluminuras), de James Joyce; O som e a fúria (Companhia das Letras), de William Faulkner; O Retrato de Dorian Gray (Companhia das Letras), de Oscar Wilde; como ondas (Autêntica), de Virginia Woolf; O coração das trevas (Antofágica), de Joseph Conrad; Hiroshima, Meu Amor (Relicário, de Marguerite Duras. Entre as escolhas menos óbvias, quatro livros: Reinhardt Koselleck: uma filosofia latente do tempo (Edirora Unesp), com quatro ensaios do historiador Reinhardt Koselleck; Popol Vuh (Iluminuras), poema épico do povo mais-quiché; pílulas de azui (Nemo), romance gráfico de Frederik Peters sóbrio a assessores; e Uma noite, Markovitch (Todavia), da jovem escritora israelense Ayelet Gundar-Goshen.

Uma revista Veja destaca o romance A filha única (Todavia), da autora mexicana Guadalupe Nettel, que explora um tema difícil e atual, o desconforto de muitas mulheres com a maternidade. Pesando méritos e falhas, o maior engenho da obra da escritora seja retratar os dilemas das mulheres em busca de autonomia completa para suas vidas

Leave a Comment

Your email address will not be published.