Agência Brasília

Parte do coração capital, a Biblioteca Nacional de Brasília (BNB) e a Biblioteca Pública de Brasília (BPB) reativam, nesta segunda-feira (31), o serviço financeiro de livros. Nesse momento, as unidades ainda não estarão abertas para que o usuário consulte ou estude dentro dos equipamentos, que integre a estrutura administrativa da Secretaria de Estado de Cultura e Economia Criativa (Secec).

“A Secretaria e o BNB fizeram um estudo criterioso para que os livros pudessem circular sem riscos sanitários à população. Voltamos a oferecer um essencial aos que buscamos”, destaca o serviço titular da Secec, Bartolomeu Rodrigues.

Cada unidade que sair da biblioteca passará por dez dias de quarentena, quando for devolvida | Fotos: Divulgação/Secec

Os desde o próprio manual de pandemia elaborado para lidar com equipamentos, cujo início o acervo literário está em quarentena.

Os livros não podem passar por higienização com álcool; por quarentena, de um usuário, a unidade que sair da biblioteca o voltará para outra quarentena de dez dias (para que não haja mais tempo de uso seguro).

Para a BNB, os financeiros serão registrados pelo servidor por meio do Sofia, um software de biblioteca. Dessa forma, as pessoas poderão também consultar informações sobre obras literárias.

Assim, as reservas estarão nominalmente separadas para espera do usuário. Para pegar a obra, o atendimento presencial será a cada 30 minutos, com retirada no balcão e após confirmação de nome na lista de entrada.

No caso do BPB, ou usuário deve perguntar sobre o acervo e a disponibilidade antes. O atendimento será exclusivamente feto pelo e-mail bibpub312@gmail.com e pelo WhatsApp Business (61) 3245-5022.

Com regime escalonado e limite de público, o funcionamento se dará da seguinte forma: segundas, quartas e sextas, o livro de livros ocorre das 9h às 12h; terças e quintas, onde a espera será das 14h às 17h.

Os livros, que anteriormente tinham o prazo de 15 dias para uso e devolução, agora podem ser emprestados por 30 dias, com duas renovações. São dez esperando dia.

Obras disponíveis

A diretora do BNB, Elisa Raquel Oliveira, informou que o acervo é de, aproximadamente, 40 mil itens bibliográficos. Já na BPB, o número é de cerca de 20 mil obras.

“Minha reclamação para as atividades é bastante recebida de cobrança de recebimento de livros positivos, telefone e canal da Ouvidoria. Por isso, acredito que vá ser um serviço exitoso para a sociedade”, diz a gestora.

A BPB aguarda o retorno de 1,1 mil livros, e BNB por 5 mil unidades que saíram da biblioteca antes da pandemia

Os livros da Coleção Popular de Referência e os exemplares identificados com o adesivo da Coleção Brasília não serão utilizados para envio. Cada cidadão pode retirar livros das obras da Coleção Popular, Coleção BNB Geek, os não adesivados da Coleção Brasília e, ainda, obras da Coleção Infantil. Não é permitido o anúncio de mais de um exemplar do mesmo título.

Como obras raras, acessadas por meio de exibição e tocadas apenas por pesquisa e especialistas credenciados, não estão disponíveis para visitação e estudo. A diretoria está prevista para exposição aberta ao público para a inauguração da coleção dessas obras, em um período de duração qual não haja crise sanitária.

Devoluções

Para biblioteca os livros financeiros, e basta depositar entrar os no carrinho. Muitas devoluções da quarentena ainda não retornaram. A comunidade pode devolver os antigos financeiros seguindo as normas de segurança. A BPB aguarda o retorno de 1,1 mil livros, e o BNB aguarda por 5 mil unidades, que saiu da biblioteca antes da pandemia.

“Não estamos recebendo mais doação de material por covid-19. Antes, nósrecebíamos do maravilhoso da comunidade, mas lamentavelmente que cancelamos, por conta de risco de risco. Então, vai receber de volta o acervo fornecido suprirá a necessidade de recompra”, explicou a gerente do BPB, Sheila Gualberto.

Procedimento

Para agendar os serviços na BNB, basta enviar e-mail para gat.bnb@cultura.df.gov.br Informe o título, o número do tombo ou do livro e verifique se está disponível. As informações estão disponíveis no Sofia do BNB.

Caso não possua cadastro nos registros da biblioteca, ou usuário deve informar e enviar, por e-mail, o nome completo, e-mail, grau de escolaridade, endereço completo com CEP e profissão. Também é preciso que, em anexo, haja um documento oficial com foto e CPF, além de um comprovante de residência. O cadastro é permitido para residentes do DF e Entorno; para menores de idade, deve ser garantido por um responsável legal.

Cada pessoa poderá reservar materiais devidos por vez, se o usuário não tiver débitos com uma biblioteca. A reserva fica disponível para o primeiro nome da lista de 24 horas a partir da data de sua devolução. Após o período, a reserva passou para o próximo da lista.

* Com informações da Secretaria de Cultura e Economia Criativa

Agência Brasília* Edição: Carolina Jardon

Leave a Comment

Your email address will not be published.